Skip to main content

BRIQUETADEIRAS BIOMAX

A BIOMAX é pioneira na fabricação de briquetadeiras no Brasil e na América Latina.

As prensas briquetadeiras BIOMAX transformam resíduos vegetais em briquetes.

Construí­das em aço soldado, são robustas e bem dimensionadas, próprias para um trabalho pesado e contí­nuo. Possuem mancais de bronze de liga especial lubrificados por bomba de óleo. Os volantes, acoplados ao motor, armazenam a energia necessária ao movimento do pistão, que efetua a compactação dos resí­duos.

É possível fabricar briquetes a partir de:

 
  • Resíduos de madeira
  • Resíduos de algodão      
  • Resíduos de milho
  • Resíduos de soja
 
 
  • Casca de arroz
  • Casca de café
  • Casca de girasol
  • Casca de amendoim
 
 
  • Casca de castanha
  • Capim de elefante
  • Capim de brachiária
  • Bagaço de cana
 

As briquetadeiras BIOMAX são fornecidas de acordo com a demanda e, principalmente, o tipo de resíduos do cliente.
Os diversos modelos diferem na capacidade produtiva, mas é fundamental consultar a experiência da BIOMAX antes de definir a máquina de sua preferência para garantir que ela seja compatível com a sua matéria-prima.

  MODELO Ø Briquete [mm] Capacidade [kg/h] Capacidade [m³/h] Motor [CV] Ø Volante [mm] Peso Líquido [kg]  
  B 55/120 56 280¹ 1,5 20 1000 2000  
  B 55/160 56 450¹ 2,5 30 1190 2500  
  B 65/160 66 600¹ 3,3 40 1190 2700  
  B 75/190 75 800¹ 4,5 50 1200 6200  
  B 85/210 82 1100¹ 6,2 60 1390 7000  
  B 95/210 93 1550¹ 8,6 75 1390 7600  
  B 95/210R 93 2000¹ 11,2 100 1390 8100  
  B 105/210 * 103 700² / 1750¹ 12 75/100 1390 8500  
  B 105/240 * 103 1000² / 1500³ 12 75/100 1390 8500  
  B 115/220 * 115 1500² / 2100³ 17 100 1390 9000  

* Modelos exclusivos para resíduos leves, como: bagaço de cana e resíduos de algodão.
(1) Capacidade baseada em resí­duos com peso especí­fico de 180 kg/m³ (resíduos de madeira) e umidade de 16%.
(2) Capacidade baseada em resí­duos com peso especí­fico de 90 kg/m³ (bagaço de cana) e umidade de 16%.
(3) Capacidade baseada em resí­duos com peso especí­fico de 120 kg/m³ (resíduos de algodão) e umidade de 16%.